QUE TEMPO BOM (QUE NÃO VOLTA NUNCA MAIS?)

25 08 2009

“As mina tão louquinhas molhadas de suor”
“Os manos apertam e as minas empinam”
“Olhando meu Rolex sei pra onde vou”
“Champanhe, uísque, caipirinha também, nessa balada não tem copo vazio pra ninguém”
“A mulherada rebolando e os cachorro muito louco”

Vocês tem 3 chances de adivinhar de quem são esses trechos de letra. Cabal? Dogão? 50 cent?
Thaíde, baby. Me colore que eu também tô bege.

Dia desses recebi o link para esse clipe no you tube (não linkei aqui porque tiraram do ar) de um amigo com o seguinte comentário: “olha que triste!”. Eu olhei, que triste. Porque de alguns MCs (Motivo de Chacota) isso é o máximo que a gente espera. Mas não dele. Porque o Thaíde sempre foi referência do bom rap. Do rap positivo, do hip hop essência (salve Back Spin), do exemplo a ser seguido. Referência do respeito que quem está no corre merece, que a mulher merece, que todo mundo procura. Personalidade forte, influência de toda uma geração. Eu poderia tecer um post enorme de elogios, mas hoje eu só repito com meu amigo: que triste.

“Chamo atenção sem me preocupar com o ibope/ Minha voz corrompe seus tímpanos/ É a febre do hip hop” – ele disse, há alguns anos. Se o motivo não for ibope, alguém me explica? Formulinha batida de beat, de clipe, de letra. Copy Paste nem sempre funciona, talvez se vc tiver olhos claros e pele branquinha. Ou morar nos EUA. Certamente ele já sabia que ouviria críticas quando gravou esse som. Eu quero ouvir o que ele tem a dizer a respeito. Mesmo.

E cheguei a comentar com alguém: olha que atual essa letra. Hoje eu pergunto: onde está o cara que a escreveu? “É ilusão a tal fama e dinheiro/ De que adianta tudo isso se não tem respeito/ E o que eu vejo é um monte de fedelho/ Brincando de faz-de-conta em frente ao espelho/ Tá todo bobo só porque gravou um disco/ Passa na rua e não cumprimenta os amigos/ Não percebe que assim tá procurando briga/ Esnoba todo mundo, tipo rei-na-barriga/ Desce daí, volta aqui pra baixo/ Mas vem preparado pra tomar um esculacho/ Depois da tempestade sempre vem a calmaria/ Aí sim, o resultado que você queria/ Muita gente tem fama, atitude não tem/ Mesmo fora da linha, foi pego pelo trem/ Já falei pra todo mundo/ Mesmo assim vou repetir/ Sem proceder, malandragem vai cair”

Para completar, coloco aqui embaixo um link que recebi de um amigo que odeia rap. Infelizmente, essa discussão eu perdi, como contra argumentar? Com a palavra, Chris Rock.

“…E eu ainda amo rap. Eu amo! Mas estou cansado de defendê-lo. Porque você tem que defender o Rap, as pessoas falam que isso não é música, isso não é arte, isso é lixo. ‘Como você pode ouvir esse lixo, como você pode ouvir esse dejeto?’ E nos velhos tempos, era fácil defender o Rap. Era fácil defender num nível intelectual. Você podia detonar intelectualmente quando Grand Master Flesh era arte, quando Run DMC era arte, quando Whodini era arte e música. Eu adoro os rappers de hoje, mas é difícil defender essa merda, é dificil defender ‘Eu tenho quengas em todos os cantos’ ‘Move bitch, get out of my way’ (sai, cadela, da minha frente)(…). Minha música preferida atualmente é impossível de defender. Nós todos deveríamos ter vergonha de gostar de uma música assim… Lil’ Jon, vocês conhecem: ‘To the window, to the wall, to the sweat drop down my balls’ (para a janela, para a parede, pelo suor que escorre de minhas bolas) !?!?! E vocês sabem o que é louco de verdade? Você vai nas boates e vê as garotas dançando essa merda, amando! Sabe o quê, sinto pena do cara que escolhe uma noiva desse bando, ‘Papai, onde vc conheceu a mamãe?’ ‘Ela tava dançando uma música sobre bolas numa boate’. Vocês sabem que as pessoas dizem que o rap é sodomístico e degradante para as mulheres, mas eu percebo que as mulheres que curtem Rap não dão a mínima! Mulheres que curtem Rap, não se importam com o que dizem, se a batida é boa, ela vai dançar a noite toda. Mulheres não dão a mínima, quanto mais depravada melhor. Eu vi garotas dançando na pista a coisa mais depravada já feita, ‘Smack her with a dick (bate nela com o pau)! Frost her in the eye! Blind the bitch (fode ela no olho, cega a puta)!’ E sabe o que é louco? Se vc disser para uma mulher que essa música é nojenta e degradante, elas dão sempre a mesma resposta: não está falando de mim”…

Não deixe de passar também pela coluna do Noise D no Bocada Forte – “A Pasteurização do Rap“.

Se sua admiração pelo Thaíde é grande como a minha, e se seu amor pelo verdadeiro Hip Hop não te deixa ficar calado, você vai entender meu desabafo.

COMENTÁRIOS (como rolou muita discussão, achei justo colocar todos os comments):

[Augusto]
Thaide e DJ Hum = a decepção do rap. os dois mais vigaristas que existem, dois comédias que ja foram foda um dia e militantes que apodreceram junto com a moda da balada black. 2 comédia que nao merecem mais respeito. de resto é acompanhar a mulecada nova que talvez possa salvar algo, mas esses ninguém apoia em nada inclusive devem estar fazendo som em seus quartos e homestudios por estarem descrentes com o rap e suas burocracias e publico infantil.

10/10/2006 11:32

[Alexandre]
Parabéns pelo cafe com boalchas, por levantar assuntos que muitos preferem enterrar, por divulgar artistas do subsolo e principalmente, por não usar fórmulas manjadas de blogs como temos visto por aí. Até os comentários são foda, vc tem leitores de nível! Rodei o blog quase inteiro, aprendi a vera, varias indicações anotadas.

09/10/2006 10:13

[Fefé] [fefacaldas@hotmail.com]
Carlinha, acompanho seu blog faz tempo pq vc sempre apavora no que escreve. Seja sobre filmes, musica ou qq outra coisa. Dessa vez não aguentei, tenho que te apoiar nesse desabafo!! Conheci Public Enemy aos 10 anos pq passava junto com New Kids on the Block no Clip Trip da Gazeta beeem antigamente. Meu lance era New Kids for sure, poster na parede e etc, mas enlouquecia com o Public, depois de grande (e de achar New Kids uma merda) fui atrás de rap, é realmente foda toda essa cultura de menosprezar a mulher e elas na pista se acadando do movimento com bonezinho Von dutch e os caraio! Thaidão podia ter passado sem essa! As minas mais ainda!É por isso que a boa e velha Queen Latifah bomba UNITY no meu som, Miss Marvel, Jean Grae e tantas outras… Por que é tão difícil convencer aquele amigo e amiga que “curtem rap” a colar no Sesc Sto Andre todo fim de ano p/ checar um Hieroglyphics, um J5? “Ah, mó longe”. Longe tá indo esse chamado hip hop!!!!

06/10/2006 19:57

[Diego] [diegortv@gmail.com] [opadrehippie.blogspot.com]
“Venha que hoje é sexta, eu vou chamar os refrigerantes e pra quem gosta, cerveja / Vamos sentar aqui no chão, colocar o boxe do lado e ouvir o som do GOG / Mano bem pesado, Câmbio Negro e Racionais, meu irmão / Afinal, o que é bom tem que ser provado / Tanta coisa boa e você aí parado, acuado, é por isso que insisto / Sou preto atrevido e gosto quando me chamam de macumbeiro / Toco atabaques em rodas de capoeira e toco direito / Minha cultura primeiro, o meu orgulho é ser um negro verdadeiro afro-brasileiro / Sabe quem eu sou?” Eu sabia. Hoje já não tenho mais certeza não.

04/10/2006 18:42

[Rodrigo]
Todos nos passamos por mudanças,mas em certos momentos essas mudanças não são para o lado positivo(no caso do Thaide). Fiquei decepcionado em saber que o Thaide aderiu a este “tipo de Rap”,justo ele que dançava break em 1984 na São Bento,que em 1988 se destacou entre grupos na primeira coletânia de rap nacional.O álbum “Preste Atenção” lançado pela dupla Thaide& Dj Hum em 1996 recebeu elogios até da Zulu Nation,sendo muito elogiado pelo mestre Afrika Bambaataa,pelas suas letras coerentes. O foda que ele é um cara que creceu nesse meio,que conhece a cultura hip-hop,e talvez por uma necessidade de fins lucrativos ele esteja deixando de fazer músicas autênticas,e caindo para esse lado podre do rap,muito visado pela indústria fonográfica. Obs:Carla,curti bastante o texto.Lembrando,não é Houdini,e sim Whodini,rs.Whodini foi um importante grupo de rap no início da década de 80,que emplacou hits como “Friends” e “I’m A Ho”(regravado pelo Master P nos anos 90)

03/10/2006 23:56

RESPOSTA:
Devidamente corrigido, super obrigada!!=)
[Rafael]
analisando friamente: o cara não evoluiu junto com o rap em questao de levada, beat, rimas quadradas, e qnd percebeu, era tarde, se desesperou e partiu para o chamado caminho facil de emplacar. mas esqueceu que desse jeito, ele deu as costas para uma multidão que o admirava para abraçar um outro nicho, muito mais voluvel que hj vai achar bonito ser garanhao, beber ate cair, usar corrente no pescoço e bone torto e amanhã vai pular ao som de chiclete com banana.

03/10/2006 13:03

[Dalton]
thaide foi infeliz nessa… ele que algum tempo atrás dizia não gostar desse estilo de rap, cuspiu legal no prato que comeu! muito bom o blog carla, está de parabéns! abraços..

03/10/2006 03:14

[DRIKA]
OLHANDO MEU ROLEX SEI PRA ONDE VOU? AS MINAS EMPINAM? E AINDA PEDEM PRA GENTE OUVIR ISSO E IGNORAR?

02/10/2006 13:46

[Rodrigo Mazzei]
Cara, sou do interior de SP, o rap aqui está evoluindo muito mas tenho que concordar com vc que esse tipo de coisa desanima. Se em sp é dificil de divulgar os sons, imagina aqui. Provar que o rap naum é degradante para mulheres, que naum fala só de carros e dinheiro, que existe uma CULTURA SÉRIA por trás de tudo isso como se o que toca é beyonce? O THAIDE VACILOU NESSA.

02/10/2006 13:06

[Edu]
Hoje em dia a pessoa escuta o que quer, há escolhas demais pra fica preso a um estilo de merda como esse imposto por caras que querem ganhar uma grana fácil (seja ele old school ou new era…foda-se, dinheiro nao escolhe geração e sim necessidade de ganhar). Mulheres igualmente, saem pro baile pra se igualarem a putas. Quem tem conexão speed pode desfrutar de You tube, myspace, internet, pesquisas…basta ir atrás e não ser obrigado a se encomodar. Se tem dinheiro pra ir ao baile de boy fica bebado, invista ele numa net boa e vá atras de coisas boas. Tem tanta coisa alternativa, inteligente e boa sendo produzida hoje em dia que quem se preocupa com esses BOSTAS só vai da ibope pra eles, falando sobre eles. Prefiro que as pessoas falem sobre os ”malditos”, os excluídos do circuito sonoro onde atuam !!Ajudem a divulgá-los, incentive-os, chamem pra ir fazer show.só assim eles irão evoluir.e se acham que sao amadores é porq as pessoas se gostam mesmo do que é uma BOSTA. A culpa é nossa !

02/10/2006 11:45

RESPOSTA:
Edu, entendo e respeito sua posição mas não é de meu feitio ignorar as coisas e fingir que não é comigo. Eu ajudo a divulgar, eu incentivo (qtas vezes já ouvi amigos prestes a desistir de tudo), eu chamo pra show, eu falo dos excluídos. Isso é básico. Mas pedir para fechar os olhos para as merdas que estão sendo jogadas no ventilador é alienação demais. Achar que ninguém pode mudar nada é conformismo e aí sim a culpa seria nossa. Você já parou pra pensar qtas pessoas escutam “Senhorita” e falam que gostam de rap? Que não pesquisam simplesmente pq tá ali, fácil, mastigado, é só engolir. Adolescente não tem muito senso crítico, então nos resta tentar avisar.
[Fabricio Lok]
MOTIVO DE CHACOTA!!!! kkkkkkkkkkkkkkk to me cagando de rir até agora!!

02/10/2006 11:19

[Chico]
Sabe que quando eu vi a letra no começo eu pensei, de quem será que é? Acho que daí só do Thaíde não deve ser, mas aí lembrei que vi na tv o clipe dele com um charuto na boca… Welcome to my world! As vezes acho que para os outros parece um absurdo eu sair de CG pra ir assistir um show legal em SP, mas aqui só rola isso que você acabou de falar, com os djs mais famosos que a gente nunca ouviu falar e quando aparecem num site de rap diz que não tem envolvimento nenhum, o que o torna mais avontade para rolar entre um 50 centavos e “hey srta” um belo de um “glamorosa”… o mais engraçado que eu que fico com fama de ranzinza sem razão… Até mais

02/10/2006 01:00

[Carol]
Sou mais uma decepcionada com o Thaíde. Tenho todos os cds dele originais, fazia questão de comprar (até pq naquele tempo não tinha internet como hoje), ia a todos os shows que rolavam. Triste? Isso pra mim é revoltante, é virar as costas para os fãs de sempre para abraçar um bando de playboy que amanhã tá dançando axé ou pagode.

01/10/2006 23:24

[coke]
faz tempo que rola essa vergonha feminina…pena que cabeças pensantes são muito poucas, e igualmente pouco valorizadas..mas a gente continua anyway representing.

01/10/2006 20:32

[Karol de Souza] [karoldesouza@gmail.com] [www.karoldesouza.blogspot.com]
É foda! Mais por grana todo mundo(ou quase todo mundo) se deixa levar! Eu cresci muito ouvindo os sons do Thaide…aprendi muito com frases do tipo” adiante seu lado sem atrasar ninguém…” e “Humildade e coragem são nossas armas pra lutar…` Como disse o Andrei eu tb não pretendo ouvir esse som, pra ficar ainda com a boa lembrança na memória! ;) Bjo Carla!

01/10/2006 18:09

[Ana Paula] [paulinhastyle@hotmail.com]
Igualmente triste. Espero que seja só um passeio e que ele não tenha perdido todo sua bagagem cultural nessa infeliz investida.

01/10/2006 17:49

[Andrey]
Essa do Thaide rachou a cara!!!!! Não tinha ouvido esse som e nem pretendo, que merda!

01/10/2006 13:46

[Madmoiselles] [minasbeatserimas@bol.com.br] [www.minasbeatserimas.blogspot.com]
Carla, (caso goste) adiciona o nosso blog aí. Deixem-os fazerem, e continuamos pelo Hip Hop (Rap)que acreditamos..Pq eles passarão e a gente..passarinho! rs Bye!

01/10/2006 13:40

(originalmente publicado em 30/09/06)


Ações

Informação

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: